quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Festa do Renascimento

No palácio de mármore e ouro, teto de vidro de pé direito triplo, há pessoas e anjos num agito gostoso, empenhando-se em finalizar todos os detalhes para a maior festa de todos os tempos. No imenso coreto de vidro, ladeado por uma natureza estupenda, no alto do morro onde o horizonte do vale não tem fim, mesas brancas compridas vão sendo organizadas lado a lado com bancos extensos, heras são penduradas em todos os cantos, vasos de flores em cima de colunas romanas vão dando o toque de cor do ambiente. 
- Vamos pessoal, vamos. Logo Ele chega! - diz o Arcanjo Miguel
No palco a orquestra ajusta a afinação dos instrumentos enquanto lá fora as crianças junto com os anjos protetores ensaiam o coro. Todos estão com vestes douradas e descalços, para que assim possam sentir a vibração da natureza emanar fluido de vida. 
De repente flautas e harpas começam a tocar quando o Arcanjo da Anunciação diz:
- Senhoras, senhores, crianças, anjos, Arcanjos, Serafins e Querubins, Sua Majestade, a Rainha!
Todos se curvam encantados pela luz que circunda Maria. Conversas paralelas começam a surgir: "Cada ano que passa Ela fica mais linda", "nossa como é gostoso ficar perto Dela", "o amor Dela é lindo", "Olha que vestido encantador", "disseram que o vestido dela foi feito de fio de fé materializada"...
- Para com isso Arcanjo Gabriel! Você sabe que não gosto de formalidades! - Diz Maria com voz serena e um sorriso nos lábios. 
- Mãe! Mãe! -Um rebuliço de crianças se forma. Elas correm em direção a Maria que agacha e abre os braços para abraçá-las. 
- Mãe, faz a mágica por favor? É mãe, a mágica! Todas em uníssono: Mágica! Mágica! Mágica! 
- Ok, ok! Formem o círculo! - Se rende Maria
As crianças formam um círculo deixando com que Maria ficasse no meio dele. Ela então une as mãos em oração, fecha os olhos e inclina a cabeça para o alto. Nesse momento, luzes douradas percorrem o chão, vindas de todos os lados e sobem pelos pés de Maria, que no auge de Seu esplendor, expande a luz ao redor das crianças que agora, levitam a 30 cm do chão. Maria então começa a rodopiar, levando consigo as crianças que soltam deliciosas gargalhadas, como numa brincadeira celestial de gira gira. Todos cantam e batem palmas, extasiados pela ternura daquele momento.
Maria gentilmente desce as crianças e abre os braços em direção ao chão, devolvendo a energia à natureza, dessa vez, potencializada pelo Seu amor.
- Venham, venham rápido. Maria chama a todos apontando para o céu. 
- Ele está quase pronto! - Ela fala baixinho, deixando no ar um silêncio curioso. 
Dali dava para ver a imensidão do céu e sua magnitude. Estrelas cadentes cruzavam o céu a todo instante, astros e estrelas flutuavam grandiosas bem diante dos olhos dos que ali estavam. Até aí, tudo normal, pois todos os dias eram assim. Mas eis que uma estrela, a mais linda e reluzente de todas, nasce e vai crescendo numa proporção jamais vista. Mais e mais luz expandindo-se, como se toda energia do universo estivesse reunida ali. Até mesmo o Sol perdia força diante daquele resplendor. 
Uma voz misericordiosa se solta:
- Amados filhos! É chegada a hora do renascer da estrela nos corações dos que creram e foram fiéis ao Meu amor. Apresento-lhes Ele, o príncipe da Paz, aquele a quem entreguei por vós e que na fraternidade dividiu a própria mãe para que vocês nunca se sentissem órfãos, pois Ele queria compartilhar a sensação de ter sempre alguém do lado. Vou contar algo sobre Ele que vocês não sabem. Quando o chamei para conversar sobre a proposta de enviá-lo à Terra como homem, e mostrei a Ele o rumo e as dores que lhe acometeriam, sem hesitar Ele aceitou. Minha intenção era mostrar-lhes que Eu existo e que os amo muito!  Em gratidão por Sua confiança, eu lhe concedi um desejo. Disse a Ele para pedir qualquer coisa, e Eu atenderia. Sem dizer palavra alguma Ele caminhou e o acompanhei. Fomos andando no reino onde Ele acariciava as flores pelo caminho. Brincamos na ciranda das crianças, ouvimos música, coletamos frutas e cereais, cozinhamos, meditamos, praticamos a fé, compartilhamos sabedoria. Pouco a pouco fomos relembrando os grandes pequenos momentos e a felicidade de poder contemplar tantas maravilhas. Depois disso tudo Ele resolveu se pronunciar:
- Pai. Sempre tive do Senhor tudo o que alguém poderia querer. Sinto-me preenchido por completo, nada me falta e sei que nada me faltará. Eu não poderia pedir mais nada para mim. Mas o Senhor me ensinou a não ignorar as oportunidades boas que a vida apresenta, pois sei que é só mais um jeito Seu de “colocar o trem nos trilhos”. Então, se puder, gostaria de dar o Meu pedido a eles – falou apontando gentilmente para a Terra.
Senti imenso orgulho, uma felicidade tão intensa e lhe concedi o pedido.
Maria num gesto de louvor deu as mãos às pessoas ao seu lado, e assim, uma corrente de união se formou. Todos foram dando as mãos, para juntos, louvarem a graça de ouvir a linda revelação. Ao som inebriante do vento, Jesus desce do céu em uma nuvem dourada e abençoa a todos:
- A paz é convosco!
-Ao Seu comando querido filho. – Diz a voz celestial, com um tom de ansiedade gostosa.
Nesse momento, as pessoas na Terra faziam contagem regressiva: 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1... FELIZ NATAL!!
Jesus abriu os braços, elevou sua energia de paz ao máximo como uma bola reluzente e a apontou para a grande estrela cintilante.
- Os dons do céu e a força da fraternidade permitiram a expansão, vá e toque todo coração! – proclama a voz serena.
Nesse momento a grande estrela se parte em muitos pedaços e desce à Terra, tocando o coração de todo ser. Fagulhas de fé e fraternidade, alimentam o espírito na intenção de crescer. Muitas estrelas nasceram no céu.
Agora dá para entender melhor o motivo pelo qual se vai ao Pai através de Jesus. É porque o pedido era Dele, pertencia a Ele, e na Sua imensa bondade, nos foi dado. No dia de hoje louve a Jesus! Este é um dia muito especial. Estão todos no céu preparando a grande festa! Eles comemoram o nascimento de Jesus juntamente com o nascimento da fé em cada um de nós. O pedido foi partilhado. Você pode pedir! Lhe foi concedido um desejo! Use-o da melhor forma possível!
Olhe para as estrelas reluzentes no céu. Uma delas pertence a você, pois é a sua fé materializada! Hoje o céu brilhará como nunca! Faça sua estrela reluzir!
25/12/2015 – O dia do renascimento da sua fé!








2 comentários: