sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Quem sou eu?

Se me perguntares quem eu sou
Responderei sem titubear que sou feita de momentos
Alguns pedem o rugir de um Leão indomável
Outros a travessura do gato
Há ainda o momento em que serei o cão pidão
A árvore solitária que dança conforme o vento
O bicho preguiça
A baleia maternal
O pavão pomposo
Se desejas encontrar qualquer resquício de constância em mim
Continuará procurando até o fim!
Porque mesmice é chato! Eu fujo do chato!
Quero continuar a ser essa obra entalhada
Sobre a diversidade das possibilidades
E sentir um fluxo constante de aprendizado
Trazido pela sabedoria do caminhar
Para sempre modificar
Melhorar
Viver



 

Um comentário: