terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Nota de agradecimento

Hoje é um dia muito especial!
Deus, mais uma vez, agraciou o meu caminho com uma grande felicidade: o de ter uma poesia selecionada no prêmio SFX de literatura.
Não esqueço o dia em que fui visitar uma livraria no shopping e, querendo aprender mais, decidi buscar a seção de poesia. Com a curiosidade quase infantil, fui deslizando o dedo indicador nos livros até que me deparei com um deles que me chamou a atenção: Contos e poesias reunidos em um único livro! O segurei e vi que se tratava de um exemplar do primeiro prêmio SFX de literatura - 2013
Até então, escrevia só para mim, como num desabafo entre eu e minha alma. Então eu fui lendo e logo percebi que pertencia àquele mundo, o da literatura. Fui desbravando os talentos alheios com tanta vontade que aflorou em mim o desejo de compartilhar, de tentar, de melhorar, de vencer.
E aconteceu!
Aquele livro tornou-se parte de mim assim como eu agora também entrei para sua história.
Quero agradecer a Deus, esse lindo pai que me inspira, me acolhe, me guia e me protege.
Quero agradecer os apoiadores da minha empreitada, minha família, meus amigos de caminhada, e todos aqueles que torcem pelo meu sucesso.
Quero agradecer o Sr. Cristóvão Cursino, a Sra. Helena Morales, a comissão julgadora e todos aqueles que fazem o prêmio SFX de literatura crescer e enaltecer cada vez mais a arte da escrita.
Termino esse post com o belíssimo trecho do poema intitulado Cecília Meirelles escrito pelo grandioso Mário Quintana, no desejo de que sejam eternas as iniciativas de fomento à literatura, mesmo que ela (a literatura) exista da brevidade das vidas.

III
E seus poemas eram, de repente, como uma prece jamais ouvida
Que nossos lábios recitavam- ó temerosa delícia!
Como se, numa língua desconhecida,
Sem querer, falassem
Da brevidade
E da
Eternidade da vida...

Nenhum comentário:

Postar um comentário