domingo, 24 de abril de 2016

E se...

E se todas as palavras fossem amáveis?
E se o bem comum fosse comum?
E se todos os animais fossem indispensáveis?
Não haveria tristeza em lugar algum.

E se a realidade fosse mais bonita que a utopia?
E se plantássemos o próprio alimento?
E se houvesse gratidão ao final de todo dia?
Não saberíamos o significado de sofrimento.

E se o sexo não fosse só por prazer?
E se o consumismo do mundo fosse a educação?
E se a maior beleza fosse a do ser?
Só restaria o caminho da evolução.

E se ajudar fosse um hábito?
E se toda vida fosse sagrada?
Uma arma não serviria para mais nada.

E se o vício fosse o amor?
E se a consciência fosse mais ouvida?
Toda vida ganharia mais vida.

E se essa poesia despertasse teu coração?
E se a reflexão virasse realidade?
Minha escrita teria cumprido sua missão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário