quinta-feira, 19 de maio de 2016

Coroação da Terra

O vento sopra no vale que some ao horizonte.
Do alto, um Sol que tudo vê
Aquece gentilmente o topo da montanha calada
Tão inerte e tão viva!

Flores desabrocham no tempo
Debaixo de um céu que acolhe a oferta primaveril
Para enaltecer a grandeza encapsulada
Presa em uma atmosfera
Num ato de amor que preserva
Toda forma de vida.

Estrelas surgiam reluzentes na noite
Enquanto a Lua chorava
Por não ter a sorte de ser luz.

Foi então que o universo se moveu
E se alinhou.

O Sol generoso rebateu sua energia à Lua
Que agora, se faz Luz intensa
Na noite mais densa e fria
Uma rainha doando com alegria
O mesmo amor captado.

E a Terra é coroada noite e dia
Por um Sol que nos aquece
E uma Lua que nos guia.






Nenhum comentário:

Postar um comentário