sexta-feira, 3 de junho de 2016

Bodas de Diamante ( Para Vera e Rubens)

Sessenta anos se passaram...
Mas o amor não passa.
Ele se renova sob a mesma base sólida
Daquela promessa curta de apenas duas palavras: eu aceito.

No juramento testemunhado por Deus
Ambos seguiram juntos pelas estradas ramificadas da vida.
E por mais bifurcações que encontrassem,
Por mais obstáculos que impusessem,
Os caminhos lhes reservavam o mesmo destino:
O da felicidade.

Bodas de diamante...
Permita-me lhes contar uma curiosidade:
A palavra diamante deriva do grego adamas e significa indestrutível.
O diamante só é indestrutível devido ao fato de ter sido lapidado sob
As mais adversas condições geológicas.

Com o amor também é assim.
Ele se funde em duas pessoas que se juraram cuidar
Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença.

E a mesma terra que cobre e forma
O precioso diamante,
Também acolhe, registra e eterniza os passos
De todos aqueles cujas lembranças
Trazem um lapso de alegria.

Aqui e agora estamos diante de uma certeza irrefutável:
É com a graça desse lindo semear
Que nasce a eternidade frutificada
No mais puro amor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário