segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Espelho D'Alma

Se existisse um espelho para a alma 
Que revelasse da angústia à calma 
E pusesse na balança 
Toda dor e esperança, 
Saberíamos que a vida 
Só é bem vivida 
Quando a razão 
É menor que o coração.


Lya Gram



Resultado de imagem para espelho

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

No enredo do samba

Lá vem, lá vem
Blusa listrada e chapéu Panamá
Se te olhar se segura meu bem
Esteja pronta pra começar a sambar

Esse coração pulsa assanhado
No compasso da gafieira
Requebra menino danado
Dança comigo uma noite inteira

Tum Tum tchicundum
O pandeiro sinaliza
Não vou à lugar nenhum
Meu sapato já desliza

O malandro rodopiou
Parou na minha frente
Fui rainha quando ele se curvou
E estendeu o chapéu suavemente

O salão ficou pequeno
Abram espaço por favor
Ele chama mais terreno
Para espalhar esse calor

Samba no pé minha gente
Esse é o segredo
De quem olha pra frente
E faz o próprio enredo



 Resultado de imagem para chapéu panama gafieira


terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Você é especial!

Se alguém dissesse à você que seu filho não é especial, como você se sentiria?
E Deus? Como será que ele encara quando nos fazem crer que não somos especiais?
Sim, somos todos iguais, pisamos o mesmo chão, respiramos o mesmo ar, comemos segundo a bondade da natureza. Somos todos iguais entre nós, porém, somos únicos aos olhos de Deus e tal qual um pai zeloso por seus tantos filhos, Deus nos ama igualmente com a unicidade, a particularidade de cada um. Somos a semente de esperança, somos um projeto santo, somos uma gota num oceano enorme que em algum momento deverá beijar a praia, e, você já viu como uma gota de água se espalha num chão de areia?
Cada um de nós possui dons diferentes porque Deus, na sua infinita bondade, quer partilhar com todos a Sua misericórdia. Ele usa de todos os meios possíveis para dizer "ei, Estou aqui, você nunca estará sozinho porque Eu te amo".
Aí algo ruim acontece e logo você pensa: "por que eu?, por que minha família?, por que?". E a resposta pode soar incoerente, mas a verdade é que, tudo o que acontece na vida da gente, acontece porque Deus nos ama!
Não, não é Ele que planta ruindades no nosso caminho, mas talvez, nós tenhamos escolhido partilhar Seu sofrimento. Talvez, lá atrás, em outra dimensão, nós dissemos: "sim eu Te seguirei, sim em Ti eu confio, sim eu Te amo". Talvez sejamos hoje os discípulos de ontem. Vai saber?
Eu sei que não sou ninguém perante este mundo, mas sou alguém perante os olhos e o coração de Deus. Eu sou especial por isso, você é especial por isso! Não somos mais do que ninguém, mas somos TUDO para alguém.
Se você tem fé, sinta-se especial. Se você não a tem, sinta-se especial. Se você é correto, sinta-se especial. Se você errou, sinta-se especial. Se você tem saúde, sinta-se especial. Se você não a tem, sinta-se especial.
Sim, para Deus, VOCÊ É ESPECIAL e sempre será!
Se você for capaz de acreditar nisso, uma força esplêndida irá arrebatar teu interior. Isso não vai tornar sua vida mais fácil, mas fará com que seus passos sejam mais conscientes. Isso não vai impedir sofrimento, mas vai fazer o sofrimento ter sentido e vai te ajudar a ser resiliente. Na Terra, somos breves adjetivos, mas no Céu, somos Partículas de Amor Eterno, que unidos, formam a LUZ UNA da Milícia Celeste.
Quão especiais nós somos?
Pense nisso...

Lya Gram

Resultado de imagem para você é especial para deus

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

I will 126 - The promise

Quando o SENHOR trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, estávamos como os que sonham.
Então a nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de cântico; então se dizia entre os gentios: Grandes coisas fez o Senhor a estes.
Grandes coisas fez o Senhor por nós, pelas quais estamos alegres.
Traze-nos outra vez, ó Senhor, do cativeiro, como as correntes das águas no sul.
Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria.
Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos.
Salmos 126:1-6

Ando por aí chorando
Carregando os erros meus e dos outros.
Tenho um dom que me fere,
E não posso me defender.

Sinto as intenções, de perto, de longe
As auras, as almas esbarram em mim mascaradas
Mas as vejo nuas.
Há mais feiura, amargura e dor
Do que gostaria de saber...
Mas quem se importa?

Eu serei sempre a menina de nariz feio
Que topou em algum momento amar
E que sempre soube que amar, é sofrer...

Absorvo o lixo que me jogam
E mastigo os restos indesejados
Com raiva, é verdade,
Mas com a certeza de que pouco a pouco
Vou saudando as minhas dívidas
Dessa e de outras vidas.

Escolhi ser como sou
Pequena
Muito pequena
Uma partícula peculiar
Como todas, mas sem igual.

Talvez seja um desvio intelectual
Uma personalidade defeituosa,
Síndrome de qualquer coisa,
Chamem do que quiser, a mentira não será minha mesmo!

Desejo merecer a vitória
Venha ela como tiver que ser.
E, se a minha missão for a derrota,
Que eu a reconheça humildemente
Como um final feliz.

Lya Gram















quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Um pássaro veio me cuidar

Um pássaro veio me cuidar.
Foi ele que no meio de uma fuga desesperada bateu com a cabeça e caiu quase sem ar na minha varanda, mesmo assim, ele veio me cuidar.
Com a mesma gentileza com que segurei meu filho em seu primeiro dia, o depositei em minhas mãos. Sentia acelerado seu coração e suas patinhas inertes e frágeis. Ele queria dormir, mas eu não deixava. O pequeno havia despencado de uma altura de oito metros. Sua cabecinha estava ligeiramente pelada e eu sabia que o bichinho estava desorientado. Em nenhum momento ele tentou fugir. Era como se ele tivesse se entregado aos meus cuidados, como se eu fosse sua única esperança naquele momento: e era. Tratei logo de prender meu cachorro e minha gata dentro de casa para me certificar que o pequeno pássaro estivesse protegido. E pensar que poucos minutos antes estava eu, dentro do meu quarto me arrastando em devaneios, entranhada nos lençóis bagunçados de minha cama. Até esse momento eu não havia contemplado o Sol lindo que trazia o novo dia.
Já na pia de fora, eu molhei meu dedo indicador e passei levemente por sua cabeça. Assoprei sua boquinha com cuidado para vê-lo retomar o fôlego. A situação estava tensa, mas naquele momento eu fui salva. Fui salva da inércia, fui salva da mesmice, fui salva do egoísmo, fui salva da mediocridade. Em minhas mãos estava a criaturinha frágil, a qual, com o passar dos minutos eu percebi: frágil sou eu!
Aos poucos o passarinho foi recuperando-se da queda, foi tomando as gotas d'água que escorriam do meu dedo, foi acalmando seu coração. E eu, naquele momento, ganhei o dia. Eu que alguns minutos antes refletia a minha inutilidade. Eu que alguns minutos antes pensava que havia nascido sem propósito. Eu que me cobrava com a ferocidade de um ser inumano. Ali eu percebi que minha vida tinha sim um sentido maior, muito maior que minhas idealizações. Ali um anjo soprou em meus ouvidos a canção da calma. E eu estava assim, calma, conectada com a natureza de um jeito amplo, com a misericórdia fervilhando minha aura. Eis que em plena luz do dia, um pássaro machucado me salvou!
Ele com sua pequenez, com seus medos me mostrou que ninguém é ínfimo neste mundo. Ele que pia em meu quintal aos céus como numa conversa longa com o criador. Ele que aguarda fortalecer-se para explorar novamente o infinito azul.
Sim, um pequeno pássaro veio me cuidar.