segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

O patrimônio humano

 O que é ser humano?

Ser humano é ser árvore. É estar de pé, ainda que muitos galhos quebrem. É encarar todas as estações que o viver apresenta. É desfolhar, estar nu no inverno e amarelar no outono. É florir diante das primaveras e se encher da esperança verde luminosa no verão.

Ser humano é ser terra. É absorver todas as águas e escolher quais sementes nutrir. É enterrar as dores e fazer brotar resignação. É se cavar constantemente, revirar as ervas daninhas, arrancar as ignorâncias e preparar o terreno para o que precisar nascer.

Ser humano é ser céu. É moldar as nuvens da criatividade e chover arte. É brilhar como o sol e as estrelas, trovejar justiça, anoitecer silêncios e amanhecer gratidão.

Ser humano é ser mar. É sentir o vaivém das lágrimas, e reconhecer que não importa quão agitadas estejam as ondas por fora, lá no interior, no fundo, há muita beleza e muita vida esperando apenas ser percebida.

Ser humano é ser natureza. É saber doar e receber. É ver na impermanência e na inconstância a beleza de toda existência. É saber ser semente, pequena, frágil, e ainda assim, nunca desistir de frutificar. É ser ventre que germina, solo que acolhe, vento que alivia. 

Ser humano é saber honrar toda raça e todo credo. Ser humano é saber ser divino. É curar, perdoar, renovar, recriar, transformar.

Ser humano é ser uma parcela de tudo. 

Ser humano é ser passagem e eternidade ao mesmo tempo.

Humano... Humano! Jamais esqueça, você é tudo isso! 





Nenhum comentário:

Postar um comentário