quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

Carta a Deus

 


Deus, Criador nosso e Senhor de todas as coisas. Hoje venho com o coração humilde, porém grato, muito grato, por Sua Santa Providência. Em todos os momentos eu desejo viver em Ti, e naqueles em que as provações se tornam fardos um tanto pesados, é no Teu colo que entrego meu espírito. É o Senhor o primeiro ouvido e o primeiro ombro. É o Senhor que sempre sorri e chora comigo. É o Senhor, a quem eu desejo merecer chamar de Pai. É a Sua voz que ouço quando busco o silêncio das montanhas. É a Sua Luz que invade a janela da minha alma quando a alegria me encontra. É o Teu sopro que sinto, quando a face brilhosa de lágrimas agonia as esperanças. Obrigada meu Pai, por me permitir florescer como a uma rosa, que abraça os espinhos para finalmente desabrochar voltada para o céu. Obrigada por me deixar voltar para casa de vez em quando, e sentir a acolhida gentil, como num final de tarde na rede de deitar todo amor e ternura. Obrigada por me acolher na sombra da Sua árvore da vida. Obrigada por toda conexão e por todo ciclo. Não sei se há palavras suficientes para louvar as Tuas obras, mas não poderia deixar de tentar extravasar esse sentimento doce que é a gratidão. Farei como manda este coração, que na verdade é Teu. Então, guia-me Pai. Cubra-me de coragem e humildade. Que eu saiba enxergar segundo os Teus planos. Que eu saiba ser calma nas tempestades. Que eu saiba abraçar toda tormenta com esperança. E que todos os meus dias possam construir e fortalecer pontes. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário