sexta-feira, 5 de março de 2021

Um tesouro chamado Alana



Princesinha linda da mamãe, deixa eu te contar uma coisa. Quando você chegou ao meu ventre, senti muita paz. Isso foi tão forte em mim que esse sentimento norteou o seu nome. Alana significa verdadeira paz, mas além disso, também significa rocha. Eu achei a combinação ideal para o que desejava para você: uma vida de paz interior e muita força para encarar os desafios deste mundo. E apesar de você ainda ser muito pequenina, eu já noto essa força na sua alma. Você se faz entender, já sabe delinear muito bem as suas vontades e tem o riso fácil. Me perdoe se você chora e eu desespero. Me perdoe quando a enxurrada de pensamentos me desconecta da sua presença encantadora. Você e seu irmão, tão pequenos e enfrentando uma pandemia com tanta sabedoria... E eu que sou adulta, não seguro o choro. Sabe meu anjinho, adulto também sente medo. Mas o bom é que ele passa. Por isso, obrigada por estar nessa jornada comigo. Obrigada por incentivar o meu melhor. Obrigada por me chamar de mamãe. Obrigada por segurar nas minhas mãos para me chamar para dançar. Obrigada por pedir tão docemente o mamá de suco. Obrigada por me deixar ser o pateta na brincadeira e por gostar das minhas bobagens. Obrigada por desenhar um coração no box do chuveiro e dizer que é para a mamãe. Obrigada por me chamar para ver o céu. Obrigada, obrigada, obrigada!







 

Nenhum comentário:

Postar um comentário