sábado, 4 de setembro de 2021

Somos heróis

Livros são professores bondosos que buscamos através do livre-arbítrio. Já o viver, com suas diversas nuances, nos desafia a todo instante. É como se estivéssemos percorrendo uma história e dentro dela surgissem mais e mais histórias. Se o foco não está legal, a gente vira personagem da história dos outros. E aos poucos, vamos nos esquecendo de nós. Então, despersonalizados e perdidos, nos tornamos nossos próprios algozes. Apontamos com facilidade os erros alheios, não porque estamos no caminho certo, mas porque conhecemos muito bem o erro. Estamos nele. Conhecemos cada sensação de ruptura. E ao projetar isso no outro, não percebemos o nosso próprio grito de socorro. Isso ocorre porque ao esperar as melhores ações do outro, suas correções, ele se torna nosso espelho. Inconscientemente é: "Se ele conseguir, eu conseguirei". Mas, eu pergunto, quem escreve a história? Mais importante: por que escreve a história? Onde está sua essência? Quem ordena os fatos? Quem ordena os SENTIMENTOS? Quem vive a moral da história? Portanto, seja autor do seu personagem. Dê a ele a possibilidade de conhecer e reconhecer a si próprio. Em algum momento ele vai cair, sim, vai errar, mas boas histórias sempre têm superação. O personagem nunca é o seu erro, mas se torna o mais humano quando o percebe por si mesmo. Vira herói humilde. E justamente por saber o tamanho da montanha que teve de subir, respeita a escalada do outro, exaltando cada pequeno êxito. Então, para hoje, te desejo muito heroísmo e um final mais que feliz.

quinta-feira, 2 de setembro de 2021

O que brota do coração


 

        Em todo coração há uma semente capaz de brotar paraíso. Nem pés cansados, nem olhos tristes, nem as dores do caminho são capazes de retirar de dentro o que fora plantado antes de cada nascer. Vem do Criador, Amor Fonte, Consciência Suprema, cada centelha benéfica que circula o espírito humano. Vem Dele toda cura e toda paz. Sua grandeza vem justamente dessa partilha. Portanto, não pense que o amor se esgota. Não pense que você não merece o bem, pois foi o Bem que te fez rebento de luz, foi o Bem que te trouxe fio de esperança, pureza, doação, união. As falhas, os erros, as ignorâncias jamais cristalizarão, pois que são como ventos passageiros que bagunçam, mas que também varrem, reorganizam e remediados, semeiam ainda mais longe. Do peito de quem ama brotam rios mansos de ternura, que acalmam no mergulho de um abraço ou de gesto simples: um sorriso e um real desejo de bem-querer.  Ainda que o tumulto do mundo te apanhe, não deixe de confiar que és bem amparado. Ainda que te sintas esquecido com a vista turva de desilusões, saiba, tua alma há de sentir o sopro dos anjos bons, o frescor de um colo invisível que trará o descanso da pacificidade. Toda vida, por menor que seja, há de perceber sua grandiosidade no propósito da engrenagem universal. Toda vida vivida em Verdade, há de perpetuar o gérmen da coragem e da perseverança de acordo com a vontade e o desígnio de Deus. Confie, apenas confie e persista sempre visualizando um caminho proveitoso e um presente que se renova a cada manhã. Na beleza de um crepúsculo orvalhado, ou na grandeza de uma aurora iluminada está a sutil presença que te fortalece todos os dias. Assim é!