O menino serelepe

Quem há de negar a magia daquele olhar?
Todo feliz, esbanjava o charme
De um coração puro e inocente
A encantar toda gente

O garotinho esperto
Corria para todo lado
Dizia a todos seu nome
Com um sorriso exagerado

Assim livremente
Escapava de sua mãe num piscar de olhos
E mostrava alegremente
A paz da ternura
A cada nova travessura

Corra menino
Vá brincar, vá ser feliz
Deus te guarde e te proteja
E para sempre ao teu lado esteja!







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diálogo: Muito X Pouco

Somos heróis

Necessidade da Caridade Segundo São Paulo